Charge do 'Charlie Hebdo' critica falta de água em São Paulo


Charge do 'Charlie Hebdo' critica falta de água em São Paulo

Na semana passada, Charlie Hebdo publicou uma história em quadrinhos com uma crítica a crise hídrica e a política do governador Geraldo Alckmin (PSDB). 

De acordo com Laurent Sorisseau, o Riss, quadrinista responsável pela criação, o tucano deixa o cidadão que mora em favela mais tempo sem água do que aquele que mora em bairros de classe média. "Os cortes de água são medidos em horas nos bairros de classe média. No entanto, nas favelas, os cortes são medidos em dias", aponta. 

Na edição da semana passada, a publicação destacou que, além do nível baixo dos reservatórios, a escassez de água causou grandes secas nos anos de 2013 e 2014. O cartunista ainda comenta os procedimentos adotados pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) para controlar a crise.