Funcionário de Auschwitz é condenado a quatro anos de prisão


Funcionário de Auschwitz é condenado a quatro anos de prisão

Aos 94 anos, o responsável pela logística de Auschwitz, Oskar Gröning foi condenado, esta quarta-feira, a quatro anos de prisão.

Um tribunal alemão considerou que o logista de Auschwitz, como é conhecido na Alemanha, foi cúmplice moral do homicídio de 300 mil pessoas em 1944.

A sentença refere que Oskar Gröning organizava e catalogava os bens roubados às vítimas do holocausto, contribuindo também para a separação dos presos entre os aptos para o trabalho e os que deviam ser enviados para as câmaras de gás.

Durante a leitura do veredito, que surpreendeu com uma sentença superior aos três anos e meio que os procuradores exigiram, o ex-funcionário nazi não mostrou quaisquer emoções. Durante o julgamento, Oskar Gröning invocou repetidamente a normalidade e o cumprimento do dever.

Dada a idade avançada do genocida, ainda não está decidido se irá cumprir pena de prisão efetiva.