Judeus queimam bebê palestino


Judeus queimam bebê palestino

Homem mostra foto de um bebê palestino morto queimado e cujos pais ficaram feridos em estado grave em um ataque de judeus que atearam fogo a sua casa.

Benjamin Netanyahu, ligou nesta sexta-feira (31) para o presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, depois que um bebê palestino morreu em um incêndio iniciado por colonos israelenses, um ato classificado pelos palestinos como "um crime de guerra".

Na conversa por telefone, Netanyahu afirmou ter visitado a mãe do menor, Riham Dawabcheh, de 26 anos, e seu irmão, Ahmed, de quatro, em um hospital de Tel Aviv, onde foram internados, enquanto Ali, de 18 meses, morreu calcinado.

Os judeus reclamam que ao longo dos séculos vem sendo alvo de uma longa história de perseguições em várias terras, resultando numa população que teve frequentemente sua distribuição demográfica alterada ao longo dos séculos.

Por estes motivos os judeus sempre foram perseguidos ao redor do mundo, eles não pensam muito antes de cometer uma crueldade. 

Nem contra um bebê!