O homem por trás de El Chapo


O homem por trás de El Chapo

Guzman foi uma figura emblemática em torno do qual uma lenda cresceu. Sua lenda é o seu poder, e ele usa o seu poder de forma extremamente violenta.

O cartel de Sinaloa movimenta drogas por terra, ar e mar, incluindo aviões de carga, aviões particulares, ônibus, navios e até submarinos, o Departamento de Justiça disse.

Guzman tem sido um pesadelo para ambos os lados da fronteira.

"O que eles fazem e como eles fazem negócios, baseia-se em completo terror. Eles matam jornalistas, políticos, policiais, oficiais de correções. E, cada membro de sua família."

O cartel tornou-se tão poderoso que a revista Forbes listado Guzman entre as fileiras de Bill Gates e Warren Buffett em sua lista de bilionários de 2009. A Fortune estimou que a fortuna de Guzman na época era de 1 bilhão de dólares.

O cartel que nasceu na primeira metade do século XX em uma serra mexicana é agora uma plataforma global do narcotráfico que conecta centros de produção e de consumo de drogas. Calcula-se que os sinaloenses tenham 60.000 quilômetros quadrados de culturas de papoula e maconha no México. Eles são os principais atacadistas de cocaína sul-americana nos Estados Unidos e na Europa. Controlam as rotas terrestres na América Central. Traficam heroína do Oriente Médio. Com precursores químicos fabricados na Ásia, cozinham toneladas de metanfetamina em seus laboratórios. De acordo com a fundação InSight Crime, operam em 50 países e seus negócios incluem tráfico de pessoas, prostituição, roubo de gasolina, tráfico de armas e lavagem de dinheiro.

E os chefes históricos da cúpula, além do líder máximo recém-fugido, continuam de pé – ou pelo menos não há quem prove o contrário. Este é o homem por trás de El Chapo.