Por algum motivo Dylann Roof não foi acusado de terrorismo


Por algum motivo Dylann Roof não foi acusado de terrorismo

O Departamento de Justiça acusou Dylann Roof, homem branco de 21 anos que matou nove fiéis negros em Charleston, Carolina do Sul em 17 de junho a tiros.

Na verdade ele foi acusado de assassinato, tentativa de assassinato e uso de arma de fogo, todos praticados por ódio.

Mas a justiça americana não colocou o agravante em Roof ou seja o "terrorismo doméstico", ou nem mesmo incluiu o terrorismo nas acusações do rapaz branco.

Alguns meios de comunicação como The Daily Beast, advogados, figuras públicas e ativistas cobraram não apenas dizendo que ele cometeu um crime de ódio, mas também um ato ilegal "motivado no todo ou em parte, pelo viés de um criminoso e terrorista", mas com a etiqueta separada de terrorismo doméstico. Os críticos afirmam que o rótulo de terrorismo é muitas vezes aplicada somente aos extremistas islâmicos, e não a supremacistas brancos ou anarquistas anti-governamentais.

Muitos ficaram indignados depois que o diretor do FBI, James Comey recusou o termo durante uma conferência de imprensa 20 de junho, dizendo a repórteres que ele não viu os assassinatos "como um ato político", uma exigência que ele disse não ter encontrado para colocar o agravante de terrorismo nas acusações contra o rapaz.

O crime de Roof certamente parece se encaixar na descrição federal do terrorismo doméstico, que o FBI define como "atividades que ... envolvem atos perigosos para a vida humana que violam a lei federal ou estadual ... apareça destina-se a (i) intimidar ou coagir uma população civil, (ii) para influenciar a política de um governo por intimidação ou coerção; ou (iii) para afetar o comportamento de um governo de destruição em massa, assassinato, seqüestro ou".

Bom como podemos ver isso me parece ser um motivo forte para incluir Roof na lista.

Lembre-se: Roof teria dito a alguns amigos que pretendia cometer os assassinatos dos paroquianos, participantes da Emmanuel Africano Igreja Metodista Episcopal, para "iniciar uma guerra racial".

Acontece que existem um grande obstáculo na cobrança de Roof com terrorismo doméstico: O crime não existe.

"Como você sabe, não há terrorismo doméstico no estatuto", disse Lynch durante a conferência de imprensa para anunciar a acusação contra Roof.

No mais ... tiroteios, independentemente da motivação, a intenção ou o número de mortes, provavelmente não contam. Que país é este! Os Estados Unidos.