Blogueiro morto por gangue do facão em Bangladesh havia pedido proteção policial


Blogueiro morto por gangue do facão em Bangladesh havia pedido proteção policial

Bangladesh: Niloy Chakrabarti alegou que oficiais ignoraram ameaças semanas antes dele ter sido cortado até à morte em seu apartamento de Dhaka.

Um blogueiro secular conhecido em Bangladesh que foi assassinado em sua casa na sexta-feira havia dito à polícia que estava sofrendo ameaças de morte então ele pediu proteção semanas antes de morrer.

Niloy Chakrabarti, que usou o pseudônimo Niloy Neel, foi cortado até à morte depois de uma gangue invadir seu apartamento na capital de Bangladesh, Dhaka. 

Todas as vítimas eram ativas em mídias sociais, criticando as ideologias extremistas que ganharam força em Bangladesh nos últimos anos. Em sua conta do Facebook, Chakrabarti escreveu freqüentemente em favor dos direitos das mulheres.

Bangladesh é um país oficialmente secular, mas mais de 90% de seus 160 milhões de habitantes são muçulmanos.

Ele é o quarto blogueiro morto em Bangladesh desde fevereiro.