Donald Trump se defendeu por criticar a Fox News


Donald Trump se defendeu por criticar a Fox News

O candidato presidencial Donald Trump se defendeu neste domingo depois da reação feroz que ele recebeu por criticar Fox News no debate com Megyn Kelly.

Ele insistiu que ele não disse nada de errado e que ele valoriza as mulheres. Ele saiu do primeiro debate incomodado com as perguntas da moderadora Megyn Kelly e não teve dúvidas: partiu para cima dela.

Em entrevista à rede CNN após o debate, Trump afirmou: “Dava para ver o sangue saindo dos olhos dela, saindo dela em toda parte”. 

Depois ele tentou consertar no Twitter. Disse que se referia ao nariz e aos ouvidos de Megyn, não aos hormônios do ciclo menstrual. Não adiantou. A mais nova declaração desastrada de Trump fez com que fosse cancelado o convite para um novo debate, promovido pelo grupo RedState. Seu assessor de campanha Roger Stone, um dos gurus eleitorais republicanos, abandonou o barco.

Ninguém mais parece aguentar Trump, nem mesmo a Fox News, que contribuiu para a sua ascensão. Ao comprar briga com a rede de TV mais respeitada pelo público conservador americano, Trump parece ter selado o fracasso de sua candidatura, segundo afirma o estatístico Nate Silver.

A Fox News é o veículo que melhor soube captar os anseios da audiência conservadora e, nos últimos 20 anos, redesenhou a agenda da política americana, contribuindo para a polarização que opõe democratas e republicanos. O maior responsável por isso é o presidente da Fox News, Roger Ailes.