Estado Islâmico explode prisioneiros


Estado Islâmico explode prisioneiros

O grupo terrorista Estado Islâmico divulgou um novo vídeo de suas atrocidades: desta vez, os extremistas explodem prisioneiros. 

Em julho, os terroristas divulgaram um vídeo em que uma criança decapita um soldado sírio. No mês anterior, outro vídeo mostrava o grupo decapitando, afogando e carbonizando dezesseis homens acusados de espionagem.

Nas imagens divulgadas neste domingo, militantes aparecem enterrando explosivos alinhados, em um local não identificado do Afeganistão. Em seguida, um grupo de dez prisioneiros vendados é obrigado a se ajoelhar sobre o terreno onde estão enterrados os artefatos, que são então detonados.

Todas as vítimas são descritas como 'apóstatas', ou seja, deixaram de seguir os mandamentos religiosos dos jihadistas. Acredita-se que os homens foram acusados de ajudar o Talibã na província afegã de Nangarhar, de onde o EI foi expulso recentemente.

Os militantes que participam da atrocidade carregam fuzis, e muitos aparentam ser bem mais jovens do que os prisioneiros.