Apple quer que fornecedores invistam em energia limpa na China


Apple quer que fornecedores invistam em energia limpa na China

Após ter realizado mudanças em sua estrutura e ser atualmente considerada uma das empresas mais sustentáveis do Vale do Silício, a Apple agora quer expandir esse conceito para os seus fornecedores - em especial, os chineses. Para isso ela anunciou dois projetos voltados para que seus parceiros ajam de maneira mais ecológica na produção dos produtos.

A primeira dessas iniciativas envolve a construção de usinas que são capazes de gerar até 200 megawatts de energia solar, que seria usada para abastecer as unidades de produção dos produtos que serão usados pela Apple.

Mais - Apple: É 'impossível' acessar dados bloqueados de novos iPhones

Já a segunda delas, que é mais voltada para o longo prazo e envolve estudos e a utilização de até 2 gigawatts de eletricidade limpa ao longo dos próximos anos, tem a intenção de substituir completamente o carvão como gerador de energia por formas mais sustentáveis.

O objetivo inicial da empresa da maçã é bastante claro: evitar que 20 milhões de toneladas cúbicas de gás carbônico sejam emitidas desde agora até 2020. Essa quantidade equivale a tirar 4 milhões de carros das ruas.