Chinesa dada como morta passou 10 anos jogando em cibercafé


Chinesa dada como morta passou 10 anos jogando em cibercafé

As autoridades chinesas localizaram em um cibercafé da província de Hangzhou uma mulher que a família acreditava ter morrido há 10 anos. Em entrevista à mídia local, a ‘desaparecida’ disse que passou a última década jogando videogame em diferentes lan houses da China.

Em 2005, Xiao Yun, com então 14 anos, fugiu de casa e não foi encontrada pela polícia. Sua família logo se conformou com a possibilidade de que ela tivesse morrido. Até este fim de semana, quando a chinesa foi encontrada em uma inspeção regular da polícia em um destes cafés com serviços de jogos portando documentos falsos.

Xiao explicou que fazia trabalhos eventuais de caixa em alguns lugares para poder comprar comida e seguir financiando seus jogos. À noite, ela procurava lan houses 24 horas para dormir e, de vez em quando, ia para abrigos.