Aviões britânicos bombardeiam campos de petróleo do Daesh


Aviões britânicos bombardeiam campos de petróleo do Daesh

Aviões da Royal Air Force (RAF) britânica realizaram nesta quinta-feira seus primeiros bombardeios contra campos petrolíferos do Estado Islâmico (EI) na Síria, horas depois de receberem autorização do Parlamento para entrar em guerra.

Aviões Tornado da RAF "realizaram a primeira operação ofensiva no céu da Síria", anunciou o ministério britânico da Defesa, e tudo indica "que os ataques tiveram êxito".

Os aviões usaram "bombas guiadas Paveway IV para realizar ataques contra seis alvos no extenso campo petrolífero de Omar, 35 milhas (56 quilômetros) dentro da Síria em sua fronteira leste, com o Iraque", informou o ministério.

Segundo as autoridades britânicas, a principal fonte de renda do EI procede dos campos petrolíferos em seu território, sobretudo no leste da Síria.

"Os alvos foram elementos da infraestrutura do campo petrolífero cuidadosamente selecionados, garantindo que terão um impacto significativo na capacidade do Daesh (acrônimo árabe do EI) de extrair petróleo para financiar seu terrorismo", concluiu o ministério.

Londres se soma, assim, a Estados Unidos, França e Rússia, e a outros países que atacam o grupo Estado Islâmico há meses.

O governo britânico apresentou sua decisão de participar da coalizão como uma resposta ao pedido francês de ajuda após os atentados de 13 de novembro em Paris, que deixaram 130 mortos, e pela necessidade de enfraquecer a organização jihadista antes de um eventual ataque contra o Reino Unido.