Gâmbia declara-se uma "república islâmica"


Gâmbia declara-se uma "república islâmica"

O Presidente da Gâmbia declarou o pequeno país do Oeste Africano uma república islâmica, dizendo que ele decidiu isso porque o Islã é a religião da maioria dos seus cidadãos.

Jammeh fez a declaração na sexta-feira em uma reunião política na aldeia costeira Brufut, cerca de 15 km a oeste da capital, Banjul.

Gâmbia: Presidente Jammeh proclama o seu país "Estado Islâmico - AngolaPress
No mapa-múndi há um novo país islâmico - Sputnik Brasil‎

"Em linha com a identidade e os valores religiosos do país, eu proclamo Gâmbia como um Estado islâmico", disse o líder gambiano. Cerca de 90 por cento dos 1,8 milhões de pessoas da Gâmbia são muçulmanos. "Gâmbia não pode dar ao luxo de continuar o legado colonial", disse Jammeh. O país ganhou a independência da Grã-Bretanha em 1965.

Direitos das minorias

Ele disse que os direitos da comunidade cristã da Gâmbia será respeitado. Ele também disse que não haverá mandatos sobre vestido. "Seremos um estado islâmico que respeite os direitos de todos os cidadãos e não-cidadãos".

Gâmbia é um destino popular para turistas britânicos, embora o governo do Sr. Jammeh tem sido frequentemente criticados pela Grã-Bretanha e outras potências ocidentais por abusos de direitos humanos. Mr. Jammeh tem governado Gâmbia desde a tomada do poder em 1994.