ISIS executa dois feiticeiros na Líbia


ISIS executa dois feiticeiros na Líbia

O ISIS decapitou dois homens que eles acusaram de serem feiticeiros na frente de uma multidão aos gritos na Líbia.

Em seu último vídeo bárbaro, os acusados ​​- com os olhos vendados, amarrados e vestindo macacões laranja - são levados no centro de uma multidão para serem executados em Trípoli.

A filmagem foi feita na Líbia, onde há é estimada ter cerca de 2.000 combatentes ISIS. Na Líbia eles começaram a impor a lei islâmica e castigos horríveis. 


A preocupação centrou-se sobre o porto da cidade de Sirte, a cidade natal de Muammar Gaddafi, que fica a apenas 400 milhas ao sudeste da Sicília.

O ISIS já ganhou o controle completo de um trecho de 150 milhas da costa, perto da cidade, forçando a volta de milícias locais.

O grupo começou a impor uma interpretação severa da lei islâmica sobre o povo de Sirte, proibindo a música, forçando as mulheres a usar véus e crucificando pessoas.

Seu próximo alvo é acreditado ser Adjabiya, uma cidade ao leste de Sirte, o que daria o controle ISIS de uma encruzilhada chave, bem como campos de petróleo importantes e terminais para o sul.

O país continua dividido entre dois governos rivais que foram incitados pela comunidade internacional para aceitar uma proposta de acordo de paz.

O caos resultante foi explorada pelo ISIS, que tem visto o seu sucesso inicial na Síria e na Líbia revertida por forças apoiadas pelo poder aéreo ocidental adversária.

Os líderes seniores do ISIS foram discretamente entrando na Líbia nos últimos meses.