Martin Shkreli é libertado sob fiança


Martin Shkreli é libertado sob fiança

O CEO farmacêutico mais infame do mundo Martin Shkreli foi detido pelo FBI. No entanto, ele não foi preso por subir 5,500% o valor de um medicamento anti-Aids para salvar vidas. Em vez disso, Shkreli foi acusado de fraude de valores mobiliários e libertado sob fiança.

O preço de uma dose do medicamento no mercado dos EUA subiu de 13,50 dólares para 750 dólares por comprimido, durante a noite, um aumento de 5.500%.

Em 23 de Novembro, 2015, Turing anunciou que a empresa não iria reduzir o preço da pirimetamina, mas que eles planejavam negociar descontos para os hospitais de até 50%.

Ele se tornou ainda mais infame ao pagar milhões de dólares na única cópia de um álbum do Wu Tang Clan.