Todos os muçulmanos são sempre “bem-vindos” no Facebook diz Zuckerberg


Todos os muçulmanos são sempre “bem-vindos” no Facebook diz Zuckerberg

Se é um muçulmano na comunidade do Facebook, quero que saibam que são sempre bem-vindos aqui e que iremos lutar para proteger os vossos direitos e criar um ambiente seguro e pacífico para todos vós". Esta é uma das mensagens que Mark Zuckerberg publicou esta quarta-feira na sua página da rede social Facebook, em solidariedade para com todos os muçulmanos.

Mais - Como o Feed de notícias do Facebook funciona

Zuckerberg afirma que consegue imaginar o medo que os muçulmanos possam sentir por estarem a serem perseguidos por ações de outros, após os atentados de Paris e o massacre na Califórnia. E ainda acrescenta que "como judeu, os meus pais ensinaram-me que devo levantar-me contra todos os ataques à Humanidade".

Após os atentados do dia 13 de novembro em Paris e pelo "ódio desta semana", o CEO do Facebook aproveita a oportunidade para demonstrar o seu apoio aos muçulmanos de todo o mundo e àqueles que estão presentes na sua rede social. No entanto, há suspeitas de que a publicação possa ter ocorrido devido aos comentários do pré-candidato republicano à presidência dos Estados Unidos Donald Trump, que manifestou a sua vontade de impedir a entrada de todos os muçulmanos no país e ainda a proibição da internet.