Yahoo estuda a possibilidade de vender seus negócios relacionados a internet


Yahoo estuda a possibilidade de vender seus negócios relacionados a internet

Yahoo dará início a uma série de reuniões em que será avaliada a possibilidade de vender seus negócios relacionados a internet, segundo reporta o Wall Street Journal.

Fontes afirmaram ao jornal que os encontros começam hoje e vão até sexta-feira. Além de considerar a venda da parte mais importante do Yahoo, os diretores também discutirão formas de separar seus investimentos na gigante do e-commerce chinês Alibaba – que valem mais de US$ 30 bilhões.

Pode ser que a solução seja encontrar um comprador para cada um dos negócios ou um que queira tudo de uma vez, de acordo com as fontes.

O jornal cita que recentemente um executivo do Yahoo cancelou sua participação na conferência da Credit Suisse, que ocorreria na quinta-feira, “num sinal de que mudanças podem estar em movimento na companhia”.

Recentemente circularam rumores de que os investidores estavam pressionando a CEO Marissa Mayer e seus principais executivos devido ao baixo desempenho do Yahoo nos últimos anos. Então começaram a surgir sugestões sobre o que fazer, e uma das possibilidades é essa trazida agora pelo WSJ.

Serviços disponibilizados pela empresa incluem o Yahoo Messenger, um mensageiro instantâneo e o Yahoo Groups, serviço de criação de mailing lists por assunto de interesse, bate-papo e jogos online, vários portais de notícias e informação, compras online e leilões. Muitos destes são baseados em serviços independentes, dos quais o Yahoo comprou, como o EGroups, o popular GeoCities, para hospedagem de sites da web, e o Rocketmail. Muitas destas ações desagradaram a alguns usuários que já usavam estes serviços antes de serem comprados pela Yahoo, já que a empresa costumava sempre alterar os termos de serviço.
Em 1 de fevereiro de 2008, a Microsoft desejou comprar a Yahoo por 44,6 bilhões de dólares, porém a Yahoo rejeitou oficialmente a oferta dizendo que a oferta subestima o valor da empresa no mercado.
A maior parte do valor de mercado do Yahoo (US$ 31 bilhões) está atrelada a dois investimentos asiáticos. Os 15% que a companhia detém sobre o Alibaba valem algo em torno de US$ 32 bilhões, mas o Yahoo também possui 35% do Yahoo Japão, o que vale US$ 8,5 bilhões.