Ex-espião procura mostrar que o Reino Unido sabia das torturas em Guantánamo


Ex-espião procura mostrar que o Reino Unido sabia das torturas em Guantánamo

Um ex-oficial sênior da inteligência britânica quer dar provas de que os serviços de segurança do país sabia sobre a tortura de presos no campo de prisioneiros dos EUA em Guantánamo.

O ex-oficial está buscando permissão para apresentar evidências para um próximo inquérito parlamentar onde diz que funcionários britânicos viu detentos serem torturados em dezembro de 2002, o Sunday Times, citando fontes de segurança sênior.

Detalhes de tortura foram divulgados durante reuniões realizadas na sede londrina do MI5 em 2002 e é acreditado que possa ter evidência para incluir alegações de que funcionários britânicos testemunharam detentos sendo acorrentados, encapuzados, 'afogados' e submetido a abuso mental por agentes da CIA, disse o relatório.