Irã liberta marinheiros americanos em águas internacionais


Irã liberta marinheiros americanos em águas internacionais

O Irã soltou nesta quarta-feira dez marinheiros norte-americanos que passaram a noite presos, encerrando um incidente que provocou tensão dias antes da implementação prevista de um acordo nuclear entre Teerã e potências mundiais.

A Guarda Revolucionária do Irã disse que os marinheiros aparentemente entraram em águas iranianas por engano. Eles foram detidos na terça-feira a bordo de duas embarcações de patrulha da Marinha norte-americana no Golfo Pérsico.

“Nossas investigações mostraram as duas embarcações da Marinha dos EUA entrando em águas territoriais iranianas devido a um sistema de navegação quebrado”, disse o contra-almirante da Guarda Revolucionária Ali Fadavi, segundo a agência de notícias Tasmin, que costuma trabalhar em proximidade com a guarda.

A Guarda Revolucionária opera unidades em terra e no mar separadas das Forças Armadas regulares, e com frequência realiza jogos de guerra no Golfo Pérsico, que separa o Irã de seus rivais na Arábia Saudita e da base naval dos EUA no Barein.

RECOMENDADO: