Nestlé é processada por usar escravos em colheitas de cacau


Nestlé é processada por usar escravos em colheitas de cacau

Nestlé a maior produtora mundial de alimentos deve ser processado por acusações de que ela utiliza crianças como escravos para colher cacau na Costa do Marfim, na África.

A Suprema Corte dos Estados Unidos rejeitou nesta segunda-feira um pedido da Nestlé, maior empresa de alimentos do mundo, e de duas outras companhias para arquivar um processo no qual são acusadas de escravizar crianças em plantação de cacau na Costa do Marfim.

RECOMENDADO: