Os bilionários sem faculdade


Bill Gates, Mark Zuckerberg, Steven Jobs

Steve Jobs, Bill Gates e Mark Zuckerberg não terminaram seus cursos universitários eles são os bilionários sem faculdade.

Bill Gates e Mark Zuckerberg estudaram na Universidade Harvard, uma das melhores do mundo. Gates fazia matemática e largou no terceiro ano, em 1975, para gerenciar a Microsoft; Zuckerberg fazia ciências da computação, terminou o segundo ano em 2004, mas não voltou pra faculdade para cuidar do Facebook.

E Steve Jobs, dono e fundador da Apple, é que tem a história mais curiosa: ele estudou “física, literatura e poesia” na Reed College, em Portland (EUA), mas largou depois de apenas um semestre. Só que ele continuou assistindo aulas na faculdade, para acompanhar amigos e ter lugar pra dormir, além de frequentar um templo Hare Krishna para conseguir comer de graça toda semana. No ano seguinte, Jobs saiu de Portland e foi para a Califórnia; dois anos depois, ele fundou a Apple.

Sim, Apple, Microsoft e Facebook – quatro das maiores empresas de tecnologia do mundo – são comandadas por caras com ensino superior incompleto (ou foram, no caso da Microsoft). Isso não é nenhum demérito para eles, pelo contrário: a habilidade técnica e o espírito empreendedor destes caras – além dos contatos que eles fizeram na faculdade – garantiram um futuro bilionário para eles.