Morre Harper Lee, aos 89 anos


Morreu Harper Lee, aos 89 anos

Harper Lee, cujo romance de estreia, "To Kill a Mockingbird" (O Sol é Para Todos), imortalizou seu nome com a sua história de justiça e raça em uma pequena cidade do Sul tornando-se um clássico da literatura americana, morreu aos 89 anos.

Sua morte foi confirmada pelo City Hall em Monroeville, Alabama, onde ela morava.

Harper Lee tinha apenas dois livros publicados, focados nas relações raciais no Sul dos Estados Unidos: (To Kill a Mockingbird no original), publicado há mais de cinco décadas, e (Go Set a Watchman, no original), publicado no ano passado.

Sempre discreta, Lee conseguiu ao longo dos anos manter uma vida afastada da atenção mediática mesmo com o sucesso de "To Kill a Mockingbird" (O Sol é Para Todos). Em 1961, um ano depois da publicação da obra, a história, contada por Scout, filha de seis anos de Atticus Finch, o advogado viúvo que defende um negro falsamente acusado de ter abusado de uma mulher branca, valeu-lhe o Pulitzer. Em 1962, foi adaptado ao cinema por Robert Mulligan num filme com o mesmo nome e que valeu o Oscar de melhor ator a Gregory Peck, foi traduzido em mais de 40 línguas e vendeu mais de 30 milhões de cópias em todo o mundo.