18 de fev de 2016

Nike rompe com Manny Pacquiao após os comentários homofóbicos

Nike rompe com Manny Pacquiao após os comentários homofóbicos

Nike rompeu seu relacionamento com Manny Pacquiao após os comentários homofóbicos e 'abomináveis'.

Nike encerrou oficialmente o contrato de Manny Pacquiao na quarta-feira após a lenda do boxe filipino descrever os gays como "pior que animais" em uma entrevista publicada no dia anterior.

"Nós achamos os comentários de Manny Pacquiao abomináveis. Nike opõe-se firmemente a qualquer tipo de discriminação e tem uma longa história de apoio e defesa dos direitos da comunidade LGBT", disse um porta-voz da Nike.

Nike tinha uma relação de negócios de uma década com Pacquiao, que consistia em colocar a sua assinatura com destaque em seus shorts de boxe e durante as lutas com vendas de mercadorias da marca com o seu nome.

TMZ informou no início na quarta-feira que a Nike havia retirado todos os produtos relacionados com Pacquiao de sua loja on-line e que a empresa estava perto de anunciar a mudança.

Pacquiao no início se defendeu dos seus comentários em sua conta no Instagram mas depois tentou salvar a situação com um pedido de desculpas.