Britânico acusado de provocar um crash na bolsa de NY, pode ser extraditado



Navinder Sarao ganhou pelo menos 40 milhões de dólares ao enganar mercado de ações.

Em 6 de maio de 2010, o índice Dow Jones, um dos principais indicadores do mercado financeiro dos Estados Unidos, caiu quase 1 mil pontos por causa de um único homem: Navinder Sarao.

Nesse dia, houve o que os analistas de Wall Street chamaram de "flash crash", ou um tombo relâmpago no mercado de ações, que deixou prejuízos de centenas de milhões de dólares.

Um juiz do Reino Unido decidiu que Sarao, 36 anos de idade, deve ser enviado para os EUA para enfrentar acusações criminais por fraude eletrônica e manipulação de commodities.

Para armazenar a riqueza ilícita, Sarao criou uma rede de empresas offshore na ilha de São Cristovão e Névis, no Caribe.

Operador do "flash crash" de 2010 deve ser extraditado aos EUA - Paraná-Online