Como é que Molenbeek se tornou o coração jihadista da Bélgica?


Como é que Molenbeek se tornou o coração jihadista da Bélgica?

Como é que uma pequena cidade em um pequeno país situado entre a Alemanha, os Países Baixos, França e Luxemburgo se tornou o coração jihadista da Bélgica?

A capital da Bélgica ficou mais uma vez no centro das atenções quando dois dos oito terroristas que atingiram Paris foram identificados como sendo de Bruxelas. Este é o quinto incidente terrorista nos últimos 18 meses.


O prefeito de Molenbeek (pop. 90.000) chamou seu distrito "um terreno fértil para a violência" e é fácil perceber porquê. A taxa de desemprego em Molenbeek é de 30%, triplo da média nacional, com o desemprego dos jovens perto dos 40%. Alguns sugerem que as questões da pobreza, a superlotação, bem como o fracasso do governo para integrar os imigrantes, criou um viveiro do jihadismo.

Enquanto moradores de Molenbeek dizem que sua reputação foi amplamente exagerada, a verdadeira extensão da radicalização na vizinhança é difícil saber devido à política fragmentada da Bélgica. O país é dividido por francófonos e flamengos; em Bruxelas sozinho, há seis departamentos de polícia e 19 prefeitos, o que dificulta tentativas de ter uma abordagem unida na prevenção de armas contrabando e frustrar conspirações terroristas.

RECOMENDADO: