Facebook chama a detenção de executivo no Brasil de "extremo"


Facebook chama a detenção de executivo no Brasil de "extremo"

Facebook chamou a detenção de seu vice-presidente para a América Latina na terça-feira de uma "medida extrema e desproporcional" decorrente de um caso no Brasil envolvendo seu serviço de mensagens WhatsApp, que opera separadamente da plataforma Facebook.

No início do dia, a Polícia Federal  anunciou a detenção de Diego Dzodan no estado de São Paulo depois que a empresa se recusou em cooperar com a justiça em uma investigação de tráfico de drogas. 


"O Facebook tem sido sempre e estará disponível para responder a quaisquer questões com as autoridades brasileiras", disse a companhia em um comunicado enviado por e-mail.