FBI recebe possível ajuda dos israelenses para invadir iPhone


FBI recebe possível ajuda dos israelenses para desbloquear iPhone

Especialistas externos potencialmente encontraram uma maneira de ler os dados no iPhone. 

Apple pode, com base em uma lei de 1789 ser obrigada a desenvolver um software capaz de anular as suas próprios medidas de segurança? Tudo isso foi parar dentro de um tribunal na Califórnia em 22 de março.

Pode o FBI realmente conseguir ler o iPhone sem a ajuda da Apple?

Os forenses de TI acreditam por algum tempo que existem meios adequados para quebrar a criptografia do iPhone 5c com iOS sem o apoio da Apple. Alguns dizem que a NSA teria a ferramenta certa, outros suspeitam que as empresas especializadas tenham vendido para governos e agências de inteligência, porque a empresa não paga pelo menos oficialmente nada sobre vulnerabilidades detectadas. Mas até agora ninguém pode dizer com certeza que existe uma tecnologia em funcionamento capaz de invadir seus produtos.

Há alguns dias, um jornal israelense, citando fontes anônimas, disse que a empresa israelense Cellebrite mostrou ao FBI uma solução potencialmente adequada, ou seja, pouco antes da data do julgamento em 22 de março. 

A prova da cooperação no caso do iPhone de Farook são finas. Embora haja uma no registro de contrato entre Cellebrite e o FBI, apropriadamente, de 21 de Março.

Opinião

Pode ser que uma possível derrota do FBI não só teria sido uma "derrota pública embaraçosa", mas um precedente exatamente na outra direção - ou seja, que não se pode contar com esta antiga lei no caso?

O FBI tem visto, que eles perderam para a opinião pública, e é bem possível que eles perderiam em um tribunal também. Apple é imparcial, seria mesmo muito pouco provável que ela divulgasse informações pessoais de um usuário, mesmo o caso estando em um tribunal.

Notícias recentes sobre a Apple - Quanto dinheiro a Apple faz quando você compra um iPhone de 64GB ao invés de 16GB