O infame prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), recebeu 300 mil da Odebrecht


Infame prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, recebeu 300 mil da Odebrecht

Amigo do empresariado, Gustavo Fruet (PDT), recebeu dinheiro da corrupção.

Sete arquivos com planilhas e tabelas com nomes de políticos e partidos foram localizados pela Operação Lava Jato na casa do presidente da Odebrecht Infraestrutura, Benedicto Barbosa Silva Junior, no Rio de Janeiro.

As planilhas são repletas de detalhes, mas não podem ser automaticamente considerados como prova de que houve dinheiro de caixa 2 da empreiteira para os políticos, porque repasses paralelos podem estar misturados com regularizados nas listas.

Notícias recentes - Fruet ameaça Uber com multas e recolhimento do veículo

Nos arquivos obtidos pela Polícia Federal consta que no primeiro turno das eleições de 2014, Fruet teria recebido R$ 300 mil.

A maior parte do material é formada por tabelas com menções a políticos e a partidos. Várias dessas planilhas trazem nomes, cargos, partidos, valores recebidos e até apelidos atribuídos aos políticos. Algumas tabelas parecem fazer menção a doações de campanha registradas no TSE. Há CNPJs e números de contas usadas pelos partidos em 2010, por exemplo.