O Brasil está oscilando à beira de uma crise constitucional


O Brasil está oscilando à beira de uma crise constitucional

O Brasil à beira de uma crise constitucional.

Nesta quinta-feira um juiz bloqueou a nomeação de Lula, para ao gabinete da presidente Dilma Rousseff, o que levou a um enorme confronto no Congresso e nas ruas.

Assim que a cerimônia de posse de Lula chegou ao fim, um juiz federal emitiu uma liminar, suspendendo a nomeação do ex-presidente, alegando que ele impediu "o livre exercício da justiça" em investigações de corrupção.

A oposição saudou a decisão como um triunfo para a democracia brasileira, enquanto o governo petista em pequena minoria e frágil prometeu apelar, criticando a ordem como parte de um "golpe" da elite do país.


Protestos em massa varreram o país na quarta-feira e quinta-feira à noite depois que foram divulgadas as gravações incendiárias de conversas privadas de Lula e Dilma que alimentaram acusações de que ele tinha sido nomeado como ministro apenas para protegê-lo da prisão imediata.

Os procuradores solicitaram a detenção Lula na semana passada por acusações de lavagem de dinheiro e fraude, acusando o ex-presidente da secretamente possuir uma cobertura à beira-mar no centro das investigações sobre a corrupção.

O governo acusou Moro, que tem sido visto como um herói por mais da metade do país, de violar a constituição.