O que sai da boca de Caetano Veloso é tão redutível


O que sai da boca de Caetano Veloso é tão redutível quanto suas músicas

Quem em sã consciência defende políticos e partidos? Caetano prova ser um analfabeto em matéria política.

“Voto em Dilma. Não faço campanha porque odiei o que o PT fez com Marina. Acho Aécio bom candidato e gosto dele, mas prefiro Dilma agora”, afirma Caetano.

Há indícios de muita autoconfiança e da síndrome do super-homem em Caetano Veloso, ele acha que a virtuosidade do ser o torna superior. Certas pessoas acreditam que a sua genialidade do passado vai sustentá-lo pelo resto da vida, mas não é assim. O ciclo da vida é construído nos detalhes, e o Caetano deixou os detalhes de lado para acreditar em uma filosofia pobre que foi se tornando estéril pela falta de contato com o mundo “real”.

Brasília é o sintoma, não a doença.

RECOMENDADO: