Protestos pró-impeachment enfraquecem o governo frágil de Dilma


Protestos pró-impeachment enfraquecem o governo frágil de Dilma

Apesar da queda do número de manifestantes nos últimos atos, a Secretaria da Segurança Pública de São Paulo estima que os protestos deverão reunir cerca de 1 milhão de pessoas na Avenida Paulista.


O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse nesta terça-feira que não será permitido ato pró-Dilma Rousseff neste domingo na Avenida Paulista, data em que grupos que defendem o impeachment da petista organizam um ato.

As recentes ações contra o ex-presidente Lula, que incluem um pedido de prisão preventiva por parte do Ministério Público de São Paulo e a condução coercitiva seguida de interrogatório na Operação Lava Jato, acirraram o clima de tensão política no país e podem ter reflexos sobre os protestos

Protesto pró-impeachment acontece neste domingo no Centro - Correio de Uberlândia Protestos contra Dilma chegam embalados por clima pró-impeachment - EL PAÍS Brasil