Criador do vírus SpyEye pega 24 anos de prisão



Dois hackers internacionais, Aleksandr Andreevich Panin e Hamza Bendelladj, foram condenados a 24 anos e 6 meses de prisão por seus papéis no desenvolvimento e distribuição do trojan bancário SpyEye, um botnet poderoso semelhante ao malware Zeus. Ambos os hackers foram acusados ​​de roubar centenas de milhões de dólares de instituições bancárias em todo o mundo.

Os cérebros por trás do desenvolvimento e distribuição do infame "SpyEye" foram finalmente condenados, o Departamento de Justiça dos EUA disse na quarta-feira. SpyEye, um sucessor para o notório malware bancário Zeus, tem afetado instituições financeiras desde 2009.

Hamza Bendelladj vendeu versões do SpyEye para quase 150 clientes por preços que variam de 1.000 a 8.500 dólares e um de seus clientes, relatou ter feito mais de 3,2 milhões de dólares em apenas seis meses usando o vírus.

Panin associado de Bendelladj, cidadão argelino também conhecido pelo apelido 'BX1', atacou 217 bancos, doando mais de 280 milhões de dólares para instituições de caridade palestinas. Ele recebeu uma sentença de 15 anos na prisão por fazer marketing do SpyEye em vários fóruns online.

SpyEye foi usado para infectar mais de 50 milhões de computadores em todo o mundo entre 2010-2012, provocando prejuízos de quase 1 bilhão de dólares em perdas financeiras para os indivíduos e instituições financeiras em todo o mundo. Bendelladj foi detido na Tailândia, em janeiro de 2013 e extraditado para a os Estados Unidos, no mesmo ano, enquanto Panin foi detido em julho de 2013.