Bilionário financiou ação de Hulk Hogan contra Gawker


Bilionário financiou ação de Hulk Hogan contra Gawker

O co-fundador do PayPal Peter Thiel tem secretamente pago as taxas legais de Hulk Hogan no processo contra um inimigo em comum.

Thiel um dos primeiros apoiadores do Facebook, tem secretamente cobrido as despesas no processo de Hulk Hogan contra a organização de notícias online Gawker Media. De acordo com pessoas familiarizadas com a situação, que concordaram em falar sob condição de anonimato, Thiel, co-fundador e sócio da Founders Fund, tem desempenhado um papel de liderança no financiamento no caso de Terry Bollea, também conhecido como Hogan, interposto contra o blog Gawker sediado em Nova York. Hogan está sendo representado por Charles Harder, um proeminente advogado de Los Angeles.

O porta-voz Thiel não quis comentar.

O envolvimento de Thiel, uma figura excêntrica no Vale do Silício que apoia abertamente Donald Trump, acrescentou outra causa ligando seu nome. Durante o processo judicial, que terminou no final de março com uma vitória de 140 milhões de dólares previstos para Hogan, havia rumores de que um indivíduo rico tinha financiado o caso de Hogan embora nunca houvesse qualquer evidência concreta que para provar que era verdade.

Na terça-feira, em entrevista ao The New York Times, o fundador do Gawker Nick Denton disse que tinha um "palpite pessoal" que a ajuda financeira pode estar ligada a alguém no Vale do Silício.

Não está claro como Thiel chegou a Hogan ou mais difícil se Thiel, que vale 2,7 bilhões de dólares em estimativas da Forbes, é o único financiador do caso contra Gawker. Também é desconhecido se Thiel verá algum dinheiro ganho por Hogan. Gawker está apelando dessa decisão.

Dinheiro pode não ter sido a principal motivação em primeiro lugar. Thiel, que é gay, não fez segredo de sua aversão à Gawker, que tentou derrubá-lo no final de 2007, antes que ele tivesse aberto sobre sua sexualidade. 

RECOMENDADO: