Mansour tinha sido vice de Mulá Omar desde 2010


Mansour tinha sido vice de Mulá Omar desde 2010

O ataque a Mansour foi considerada justificada porque se acreditava estar conspirando para atacar as forças dos EUA no Afeganistão.

Mansour foi declarado líder do Taleban no Afeganistão em julho de 2015, quando se descobriu que o fundador do grupo, mulá Mohammed Omar, estava morto há dois anos.

Esse anúncio foi feito pelo governo do Afeganistão, que afirmou que havia "informações credíveis" de que ele tinha morrido em um hospital de Karachi, no Paquistão, em Abril de 2013.

Relacionada - Ataque americano no Paquistão mata líder do Taleban

No entanto, sua nomeação como líder do Taleban foi recebida com resistência por parte de muitos dos principais comandantes talibãs, que se recusaram a jurar lealdade, acreditando que ele manipulou o processo de seleção apressadamente organizada.