Polícia de Los Angeles desmente Amber Heard


Polícia de Los Angeles desmente Amber Heard

As autoridades que visitaram a residência de Johnny Depp e Amber Heard declararam que "não houve sinais de crime".

A polícia de Los Angeles visitou a casa de Johnny Depp e Amber Heard em 21 de maio, antes de Amber ter apresentado queixas de violência doméstica junto do tribunal. Mas as autoridades concluíram que "não houve sinais de que tivesse ocorrido um crime", assegura o The Independent.

"Não há quaisquer provas de um crime. Não ocorreu nenhum crime, portanto os agentes abandonaram a casa e deixaram um cartão-de-visita", foi a conclusão da polícia, dada à revista People, depois das autoridades terem sido chamadas à residência. O Departamento de Los Angeles revelou ainda que a pessoa responsável pela chamada não quis preencher uma queixa-crime.

Amber Heard revelou na sessão de concedimento da medida cautelar que entrepôs contra Depp que vive com medo do ator: "Tenho muito medo do Johnny e temo pela minha segurança". Entretanto, os atores Mickey Rourke e Paul Bettany foram em defesa do ator de 52 anos, garantido que Depp não era um homem violento. A ex-mulher de Johnny, Lori Anne Allison, juntou-se ao coro de apoio ao ex-marido, declarando que ele é uma pessoa muito meiga.

Heard, já havia iniciado um pedido unilateral de divórcio, no dia 22 de maio, apenas 15 meses depois de se ter casado com o Depp e dois dias depois da morte da mãe dele. A atriz justificou a ação dizendo que se tratava das "diferenças irreconciliáveis" entre os dois.

Um golpe quase perfeito!LOLz