Armas da CIA são vendidas no mercado negro


CIA, MichellHilton

Armas enviadas para a Jordânia para os rebeldes sírios pela Agência Central de Inteligência e a Arábia Saudita foram roubados por agentes de inteligência da Jordânia e vendidas no mercado negro, o New York Times, citando funcionários americanos e jordanianos.

Algumas das armas roubadas foram utilizadas em um tiroteio em novembro que matou dois americanos e três outros em um centro de treinamento da polícia em Amman, de acordo com uma investigação conjunta pelo New York Times e Al Jazeera.

Um oficial jordaniano matou a tiros dois empreiteiros de segurança do governo dos EUA, um treinador da África do Sul e dois jordanianos em uma instalação de treinamento da polícia financiada pelos Estados Unidos perto de Amman antes de ser morto em um tiroteio, as autoridades jordanianas disseram em novembro.

O centro de treinamento foi criada na periferia da capital, Amã, após a invasão de 2003 do Iraque pelos EUA para ajudar a reconstruir as forças de segurança do pós-guerra do país despedaçado e treinar oficiais da autoridade policial palestina.

As armas usadas no tiroteio tinha inicialmente chegado na Jordânia para o programa de treinamento de rebeldes da Síria, informou o jornal, citando funcionários americanos e jordanianos.

O roubo das armas, que aconteceu meses atrás, levou a uma enxurrada de novas armas disponíveis no mercado negro, disse o New York Times.

Vocês são pessoas que não entendem como o mundo realmente funciona.

Os EUA são uma superpotência que tenta absolver-se de qualquer responsabilidade e consequências de suas alianças com a Arábia Saudita, Turquia e o Qatar.

CIA: Mission Completed!

RECOMENDADO: