Os dominós começam a cair na Europa pós-Brexit


Europa pós-Brexit

Grã-Bretanha votou para deixar a União Europeia, e isso está levando a um efeito dominó imediato em toda a Europa com países decidindo o que fazer a seguir.

O primeiro ministro da Escócia, Nicola Sturgeon, anunciou que Scotland "vê seu futuro como parte da UE", indicando que a Escócia pode realizar outro referendo para decidir se separar da Grã-Bretanha e re-negociar uma entrada de volta para a União Europeia como um país independente.

Scotland votou esmagadoramente a favor de permanecer na UE na quinta-feira, com 32 dos 32 concelhos escolhendo "Permanecer" sobre "Deixar".

O partido político irlandês Sinn Fein, por sua vez, pediu um referendo sobre a união da Irlanda do Norte com o resto do país, assim que os resultados do Brexit começavam a chegar.

Na França e na Holanda, no entanto, o pêndulo oscilou com Brexit.

Marine Le Pen na França, líder do partido da Frente Nacional de extrema-direita, saudou a "vitória". 

Os resultados do Brexit mostrava que 52 por cento dos britânicos tinham votado para deixar a União Europeia - chocaram o mundo e causaram pânico nos mercados globais. A libra tem despencado e poderia entrar em colapso em até 15 por cento em relação ao dólar. David Cameron enfrenta um futuro incerto como primeiro-ministro.