Som estranho é capturado por Juno ao aproximar-se de Júpiter


Juno aproximando-se de Júpiter - MichellHilton.com

A sonda Juno entrou esta terça-feira em órbita de Júpiter, após uma manobra de 35 minutos, para uma missão dedicada à recolha de dados acerca das origens, estrutura, magnetosfera e atmosfera do maior planeta do sistema planeta. Os especialistas da Agência Espacial Americana têm, contudo, dados e enigmas para desvendar desde 24 de junho, altura em que o aparelho cruzou o campo magnético de Júpiter e captou um som muito estranho.

À medida que os ventos solares desaceleraram e aqueceram com a aproximação da sonda ao gigante campo magnético de Júpiter foi produzido o ruído agora recolhido pelo aparelho. A impressão sonora deste choque foi captada durante duas horas, o que é impressionante já que a sonda, nessa ocasião, estava a viajar a pouco mais de 240 mil quilômetros por hora, relatou o The Verge.

A magnetosfera jupiteriana , que é considerada a maior estrutura do Sistema Solar, é 20 mil vezes mais forte do que o campo magnético terrestre e está constantemente a ser "bombardeada" por partículas provenientes do Sol, os chamados ventos solares.

Ouça aqui a aproximação da sonda ao gigante gasoso do Sistema Solar: