Erdogan acusa seguidores de Gulen pelos atentados recentes na Turquia


Recep Tayyip Erdogan - MichellHilton.com

Erdogan da Turquia acusou seguidores do clérigo Fethullah Gulen de estarem envolvidos nos últimos atentados que atingiram o país.

Recep Tayyip Erdogan diz que a Turquia está enfrentando ataques conjuntos por várias organizações terroristas, que atuam em conjunto.

Ele afirma que apoiantes de Gulen foram cúmplices nas explosões, atribuída a militantes curdos.

"Este ataque mostra que não há diferença entre o PKK, ISIS e a organização Gulenist. Eles estão todos trabalhando pelo mesmo objetivo", disse Erdogan, enquanto se dirigia aos representantes de organizações não-governamentais muçulmanas em Ancara.

Erdogan está aumentando a pressão sobre os Estados Unidos para extraditarem Gulen, que está no exílio auto-imposto.

Milhares foram detidos ou demitidos em um expurgo em massa desde a tentativa de golpe no país turco.

Enquanto isso, autoridades turcas já ordenaram a detenção de quase 200 pessoas, incluindo empresários, e apreendeu seus ativos, com o foco mudando para o setor privado.

Erdogan prometeu sufocar as empresas ligadas à Gulen.