Intel diz que 43,4 por cento dos novos contratados são mulheres ou minorias


Intel - MichellHilton.com

Intel disse hoje que 43,4 por cento das suas novas contratações no primeiro semestre do ano foram mulheres ou minorias sub-representadas, de acordo com um relatório da companhia de Diversidade e Inclusão.

Os dados mostram que a Intel, que está tentando estabelecer um exemplo para toda a indústria de tecnologia, tem feito progressos em direção a sua meta de atingir plena representação das mulheres e minorias sub-representadas em sua força de trabalho nos EUA até 2020, como parte de seu plano de diversidade em tecnologia iniciativa.

"Um dos maiores aprendizados que tivemos este ano foi que, enquanto existem tendências positivas na contratação de minorias sub-representadas e nossa representação das mulheres, temos um caminho a percorrer em nossa jornada para fazer a Intel um lugar verdadeiramente inclusivo", disse um post escrito por três dos líderes da Intel, incluindo o CEO Brian Krzanich.

O relatório revela também para a análise dos dados de pagamento em torno de raças e etnias da Intel. A maior fabricante de chips do mundo, disse que a empresa alcançou 99 por cento da igualdade de remuneração para as minorias sub-representadas. Dentro do próximo trimestre, a Intel vai trabalhar para fechar essa lacuna e alcançar 100 por cento da paridade de remuneração.

Intel disse que a contratação da minoria sub-representada cresceu de 11,8 por cento em 2015 para 13,1 por cento no primeiro semestre de 2016. No geral, a representação das minorias sub-representadas diminuiu ligeiramente de 12,4 por cento para 12,3 por cento. (É interessante notar que a Intel está no meio de cortar 12.000 postos de trabalho).

No primeiro semestre de 2016, 34,1 por cento das contratações da Intel eram mulheres, um pouco abaixo dos 35,1 por cento em Dezembro de 2015. E, no geral, a representação feminina é de 25,4 por cento, ante 24,8 por cento em 2015.

https://newsroom.intel.com/newsroom/wp-content/uploads/sites/11/2016/08/diversity-midyear-report-2016.pdf