Irã pode ter sofrido novos ataques cibernéticos


Irã - MichellHilton.com

Irã investiga se uma série de acidentes na Indústria Petrolífera foram causados ​​por possíveis ataques cibernéticos. 

Depois de semanas de especulação sobre a causa de uma cadeia sem precedentes de incêndios e explosões em grandes instalações de petróleo e gás iranianos, o Conselho de Cyberspace Nacional Supremo do Irã afirmou que está investigando os ciberataques como uma possível causa. "Equipes especiais serão enviadas para os locais atingidos para estudar se existe a possibilidade de sistemas cibernéticos estarem por trás dos recentes incêndios", disse Abolhasan Firoozabadi, secretário do conselho de acordo com a mídia local.

O primeiro dos incêndios, que começou em 06 de julho, na planta petroquímica Bouali na costa do Golfo Pérsico, levou três dias para ser contido e ameaçou enviar nuvens tóxicas do fumo para a cidade vizinha de Mahshahr, com uma população de 300.000. Não houve mortes, mas os danos são estimados em dezenas de milhões de dólares e as seguradoras dizem que pode ser o maior pedido de indemnização na história do Irã.

Menos de 48 horas após o incêndio em Bouali na Marun Petróleo quando um gasoduto de gás liquefeito explodiu. Isto foi seguido por um incêndio na fábrica petroquímica de Bisotoon na cidade iraniana de Kermanshah em 29 de julho, que levou dois dias para ser contido.

Em 2010 instalações nucleares iranianas foram vítimas do Stuxnet. Autoridades disseram que o worm foi projetado e usado pelos EUA e a Israel para impedir o programa nuclear iraniano. Irã nunca quantifico os danos causados pelo Stuxnet, mas especialistas nucleares acreditam que o dano foi extenso.

http://time.com/4450433/iran-investigates-if-series-of-oil-industry-accidents-were-caused-by-cyber-attack/