Pokémon Go é uma máquina de coleta de dados, diz especialista


Pokémon Go - MichellHilton.com

Pokémon Go armazena informações "exatas e detalhadas" sobre todos os movimentos dos usuários e pode condicionar o comportamento do consumidor, afirma comissária alemã para privacidade.

A comissária para a privacidade no estado alemão de Schleswig-Holstein, Marit Hansen, lançou um alerta sobre o "Pokémon Go".

Em entrevista ao jornal alemão Handelsblatt, Hansen afirmou que o jogo armazena dados "exatos e detalhados" de cada movimento dos usuários pelas ruas.

"É uma máquina gigante de coleta de dados", disse, acrescentando que o aplicativo de realidade aumentada, além de espionar, também pode condicionar o comportamento do consumidor.

A Niantic, empresa baseada na Califórnia e que ajudou a desenvolver o jogo, não buscou apenas acesso a câmeras e microfones, mas também disponibilizou uma ferramenta de marketing para "deliberadamente orientar" os usuários do jogo aos chamados "Pokestops" em estabelecimentos comerciais, afirmou Hansen.

A especialista em política de privacidade apontou também para a falta de controles legais, repetindo diversas advertências recentes sobre o aplicativo feitas em Nova York, na Austrália e nos Emirados Árabes Unidos.

"Como o jogo utiliza um provedor de fora da Europa, não temos o apoio jurídico para agir", disse Hansen, referindo-se às disputas entre União Europeia (UE) e os EUA sobre a transferência de dados transatlânticos e a cooperação da Niantic com o Google Maps.

No mês passado, a Federação das Associações Alemãs de Consumidores disse que contestou 15 cláusulas dos termos de uso e privacidade da Niantic, dando à empresa americana até 9 de agosto para responder. Caso a Niantic não se pronuncie, a VZBV advertiu levar o caso a um tribunal.