Ataque aéreo indiscriminado dos EUA mata civis na Somália


Ataque aéreo indiscriminado dos EUA mata civis na Somália

A Somália exigiu uma explicação dos EUA depois que 22 civis e soldados somalis foram mortos em um ataque aéreo.

Funcionários da região semi-autônoma de Galmudug acusam a vizinha Puntland de enganar os EUA, fazendo-os acreditar que extremistas tinham se deslocado.

Os militares da Somália confirmaram que seus soldados foram mortos no ataque.

Washington diz que o ataque matou nove militantes da Al-Shabab, mas que estava investigando.

Todas as evidências mostram que a esmagadora maioria das vítimas civis são consequências do uso indiscriminado de tais armas aéreas pelos EUA.