Coalizão liderada pelos EUA matam mais de 60 soldados na síria


Trégua quebrada: EUA atacam base e matam mais de 60 soldados na síria

Exército russo diz a coalizão liderada pelos EUA matou 60 soldados sírios em ataques aéreos.

Mais de 60 soldados do governo sírio foram mortos e dezenas de outros ficaram feridos em ataques aéreos da coalizão liderada pelos Estados Unidos sobre uma base aérea no leste do país devastado pela guerra, disse o exército russo.

"Aviões de guerra da coalizão anti-jihadista internacional realizaram quatro ataques aéreos hoje contra forças sírias cercadas pelo grupo Estado Islâmico na base aérea Deir Ezzor", disse o Exército em um comunicado.

"Sessenta e dois soldados sírios foram mortos e uma centena de outros foram feridos nestes ataques."

Os militares da Síria também disseram que a coalizão liderada pelos EUA atingiu sua base na província oriental de Deir el-Zour, permitindo que o grupo Estado Islâmico pudesse avançar na área fortemente contestada.

Não houve comentário imediato do Washington. Se confirmada, seria a primeira vez que a coalizão tem como alvo as forças do governo sírio.

Em um comunicado, os militares sírios disseram que os ataques aéreos causaram vítimas e danos ao equipamento sírio, e possibilitou um avanço na colina com vista para a base aérea.

O governo do presidente sírio, Bashar Assad vê todos aqueles que lutam contra ele como "terroristas", e há muito acusa os EUA de dar suporte aos rebeldes que lutam contra seu governo.