Coreia do Norte está pronta para um novo ensaio nuclear


MichellHilton.com

A Coreia do Norte está em condições de realizar um novo teste nuclear, denunciou o Ministério da Defesa de Seul, apenas três dias depois de Pyongyang ter detonado no subsolo a sua quinta bomba atômica. Um desafio a que os Estados Unidos, principal aliado da Coreia do Sul, quer responder com um endurecimento das sanções. A China considera esse caminho, por si só, contraproducente.

“A Coreia do Norte tem já um túnel onde pode fazer um novo ensaio nuclear”, afirmou Moon Sang-gyun, porta-voz da Defesa sul-coreana, referindo que os militares do Norte têm ao seu dispor uma nova extensão do segundo túnel (onde foram realizados os últimos quatro testes) e já terminaram as escavações numa terceira infra-estrutura subterrânea nas montanhas de Punggye-ri.

O responsável não quis adiantar mais detalhes, citando razões de segurança, limitando-se a afirmar que a Coreia do Sul está “totalmente pronta” a responder a novas provocações. Na véspera, a agência de notícias Yonhap revelava que Seul tem um plano para “aniquilar” Pyongyang se houver indícios de que o país esteja a preparar um ataque nuclear.

Palavras que igualam a habitual retórica bélica da Coreia do Norte e que visam responder tanto às ações do regime de Kim Jong-un como aos que pedem que Seul iguale as armas do inimigo. Nesta segunda-feira, um grupo de 31 deputados conservadores sul-coreanos defenderam que o país deve ter armas nucleares, seja adquirindo um arsenal próprio seja pedindo aos Estados Unidos que posicionem algumas das suas armas tácticas na Península – um passo que geraria a fúria de Pyongyang.


RECOMENDADO: