Putin continua até 2024 com vitória esmagadora


Vladimir Putin - Michell Hilton

O partido do presidente Vladimir Putin teve um grande resultado: 76,2 por cento.

O eleitorado russo evidencia "cada vez mais maturidade política". Foi nestes termos que o presidente Vladimir Putin comentou os resultados conhecidos ontem das eleições legislativas realizadas no dia anterior, em que o partido Rússia Unida, a que pertence, obteve 343 dos 450 lugares na Duma, a câmara baixa do Parlamento.

O resultado alcançado pelo Rússia Unida corresponde a 76,2 por cento dos votos expressos - a mais significativa maioria até hoje obtida pelo partido, que tem ganho todas as eleições desde 2003, quando pela primeira vez se apresentou ao eleitorado.

Segundo observadores independentes, as eleições não foram marcadas por irregularidades.

Os resultados do Rússia Unida naquelas que foram as primeiras eleições desde a anexação da Crimeia, em 2014, e nas quais a guerra civil na Síria acabou por ser tema, devido ao bombardeamento americano de forças do regime de Bashar al-Assad, antecipam a inevitável vitória de Putin nas eleições marcadas para março de 2018.

Para o porta-voz de Putin, Dmitri Peskov, o resultado representa "um impressionante voto de confiança" no presidente e na sua governação numa conjuntura complexa. Peskov recordou que se a situação econômica interna resulta da queda do preço do petróleo, é igualmente reflexo das sanções ocidentais impostas a Moscou pela anexação da Crimeia e o envolvimento russo no Leste da Ucrânia. Por outro lado, a intervenção no conflito ucraniano e o apoio declarado ao regime de Assad na Síria, em choque aberto com os Estados Unidos e outras potência ocidentais, permite a utilização de argumentos nacionalistas que encontra amplo eco no eleitorado russo.