Rússia intercepta avião de espionagem dos EUA no Mar Negro


Rússia intercepta avião de espionagem dos EUA no Mar Negro

Um avião de combate russo interceptou um avião espião dos Estados Unidos sobre o Mar Negro. Autoridades dos EUA acusam o piloto russo de ter feito uma manobra corretiva "insegura e pouco profissional". O jato russo Su-27 ficou a apenas três metros da máquina intrusa de espionagem norte-americana.

"Esta não é a primeira tentativa da Otan de se aproximar das fronteiras russas para realizar trabalhos de espionagem na área dos exercícios estratégicos do comando militar Kavkaz 2016", disse o porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, general Igor Konashenkov.

Aviões P-8 Poseidon dos EUA tentaram em duas ocasiões se aproximar da fronteira russa sem acender os transponders, um requisito obrigatório para transmitir as coordenadas e identificar as aeronaves.

Por esse motivo, a Rússia teve que ordenar a decolagem de dois caças Su-27 desde a base de Belbek, na península da Crimeia. Segundo Konashenkov, os aviões norte-americanos "modificaram bruscamente seu rumo", quando os caças russos se aproximaram para identificá-los.

Manchete sobre o assunto:

(Sputnik) A Russian fighter jet carried out an intercept of US spy plane flying over the Black Sea, according to US Defense officials, cited by the Reuters news agency.