Apple reduziu equipe do "Projeto Titan"


A Apple reduziu drasticamente o número de envolvidos no projeto do carro da empresa, reportaram o jornal "The New York Times" e a agência "Bloomberg" em seus sites

A Apple reduziu drasticamente o número de envolvidos no projeto do carro da empresa, reportaram o jornal "The New York Times" e a agência "Bloomberg" em seus sites.

Citando fontes anônimas, as publicações relatam que a companhia da Califórnia está repensando o Projeto Titan, como o plano é chamado desde de sua criação, em 2014, e dispensou boa parte dos 1 mil funcionários envolvidos.

O Titan foi concebido como um projeto de carro elétrico e a ideia evoluiu para a automação total, ou seja, carros que dispensam motorista.

A Apple mantém segredo e nunca confirmou que estivesse planejando um veículo próprio, mas era considerada por especialistas como uma das principais participantes da "corrida" pela tecnologia do veículo autônomo, rivalizando com o Google e com montadoras para saber quem seria o primeiro a lançá-lo comercialmente.

O presidente da fabricante de carros elétricos Tesla, Elon Musk, chegou a dizer que o projeto era "um segredo escancarado", uma vez que a Apple contratou diversos engenheiros da montadora. A criadora do iPhone também registrou diversos endereços de sites com referências a carro.