Caos iminente no Cairo


Autoridades egípcias apreenderam milhares de toneladas de açúcar do fabricante de confeitos Edita Food Industries SAE e PepsiCo Inc., levantando preocupações sobre a manipulação do governo sobre uma escassez de açúcar no país

Autoridades egípcias apreenderam milhares de toneladas de açúcar do fabricante de confeitos Edita Food Industries SAE e PepsiCo Inc., levantando preocupações sobre a manipulação do governo sobre uma escassez de açúcar no país.

"Se o governo tem um problema, eles devem vir e negociar, mas desta forma apreendendo os estoques e nos tratando como contrabandistas é vergonhoso", disse o presidente da Edita Hani Berzi. Outros altos funcionários do governo intervieram para bloquear a execução de uma decisão de confiscar o açúcar e vendê-lo ao público, disse ele.

A falta de açúcar levou a preços a quase duplicar em cerca de 10 libras por quilo nas últimas semanas. A crise vem em um momento em que o Egito está tentando finalizar um empréstimo de 12 bilhões de dólares do Fundo Monetário Internacional para reviver uma economia que vem lutando desde o levante de 2011 contra o presidente Hosni Mubarak.