Equador está frustrado com a presença de Assange


Asilado na embaixada do Equador em Londres desde 2012, Assange teve neste semana a sua internet cortada pelo próprio governo. De acordo com informações da NBC, o Equador estaria "frustrado" com a presença de Assange em sua Embaixada

Asilado na embaixada do Equador em Londres desde 2012, Assange teve neste semana a sua internet cortada pelo próprio governo. De acordo com informações da NBC, o Equador estaria "frustrado" com a presença de Assange em sua Embaixada. A medida, que na época funcionou como um recado aos Estados Unidos, acabou se tornando uma responsabilidade mais séria e um tanto inconveniente desde que o ativista teria decidido atuar na suposta ciberguerra entre Estados Unidos e Rússia.

"A opinião geral é de que ele é um participante voluntário do regime russo, mas não alguém ativo nele. Eles perceberam que poderiam usá-lo", declara uma pessoa familiarizada com o caso.