Estado Islâmico sequestra 8 mil famílias iraquianas


8 mil famílias foram sequestradas pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI) em zonas periféricas para irem à cidade iraquiana de Mosul e tentar dissuadir o Exército que ataque suas posições, revelou a Organização das Nações Unidas (ONU) nesta sexta-feira

8 mil famílias foram sequestradas pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI) em zonas periféricas para irem à cidade iraquiana de Mosul e tentar dissuadir o Exército que ataque suas posições, revelou a Organização das Nações Unidas (ONU) nesta sexta-feira.

No cálculo, a entidade leva em conta que cada família iraquiana tem em média seis membros e mais de 47.300 civis que foram obrigados pelos jihadistas ir a Mosul.

"Essa é uma estratégia covarde para tornar certas zonas das operações militares imunes. Os que se negam a obedecer as ordens do Estado Islâmico são executados na hora", declarou a porta-voz do Escritório de Direitos Humanos da ONU, Ravina Shamdasani.